Nessa aula vamos aprender a utilizar a estrutura condicional if. O if significa “se” e é usado para decidir se um determinado bloco de instruções será executado ou não, ou seja, se uma determinada condição for verdadeira, o conjunto de comandos é executado, caso contrário, não. A construção do if é a seguinte:

if( condição ){
	
	// instrução 1
	// instrução 2
	//      .
	//      .
	//      .
	// instrução x

}

O if aceita valores booleanos, ou seja, após a avaliação se a condição for verdadeira, então ele executará o conjunto de instruções dentro dele, se for falsa, ele não fará nada. Abaixo temos um fluxograma para ajudar a entender melhor como funciona o if.

Com isso, segue um código que imprime “eh igual” se o número armazenado em uma variável for igual a 12.

#include <iostream>

using namespace std;

int main()
{
	int x;

	cin >> x;

	if(x == 12)
	{
		cout << "eh igual\n";
	}

	return 0;
}

Após o if podemos, ou não, declarar o else, que significa “senão” e é utilizado para executar um determinado conjunto de instruções se, e somente se, a condição do if for falsa. A construção do else é a seguinte:

if( condição )
{	
	// Executa o bloco
	// de instruções
	// dentro do if

}else
{
	// Executa o bloco
	// de instruções
	// dentro do else

}

Para entender melhor observe o fluxograma:

Vale lembrar que o bloco de instruções dentro do if ou else, pode ser composto por comandos ou por outros if’s e else’s. Sendo assim, para ajudar a compreender como funciona o else segue um código que imprime o dobro de um número salvo em uma variável se ele for par, senão imprime o próprio número.

#include <iostream>

using namespace std;

int main()
{
	int x;
	
	cin >> x;

	if(( x % 2 ) == 0) // se ele for divisível por 2
	{
		cout << 2*x << “\n”; // imprimo o dobro do número
	
	}else // senão
	{
		cout << x << “\n”; // imprimo o próprio número
	
	}
	return 0;
}

Agora que você domina o condicional if – else, recomendamos que pratique com as questões abaixo: